Ração: mais do que comida!

Alimentação animalAs rações comercializadas atualmente, já são muito mais do que simples alimentos para cão ou gato.
As rações de melhor qualidade têm uma equipa especializada que faz estudos de qual a melhor composição para cada animal de acordo com a sua idade, estado físico ou doença existente.
Assim sendo, se repararem algumas rações têm incorporadas na sua constituição vitaminas e minerais adequados a cada altura.

Damos agora exemplo de alguns elementos normalmente adicionados em rações fisiológicas e sua utilidade.
Cálcio – construção do esqueleto e transmissão neural.
Fósforo – contituição do esqueleto e das membranas celulares.
Zinco – protecção da integridade cutânea, sistema enzimático e reprodução.
Vitamina A – importante para a visão, pele e reprodução.
Vitamina E – acção antioxidante e anti-stress oxidativo celular.
Vitamina B6 – importante para o metabolismo das proteínas, ajuda em muitas actividade enzimáticas.
Biotina – mantém a integridade da pele e da pelagem, metabolização dos glícidos e lípidos e funcionamento do sistema nervoso.
FOS – Fruto-oligossacarídeos – são fibras fermentescíveis, não digeridas que servem de substrato para as bactérias boas do intestino.

 

Dietas:

As dietas estão divididas em cão e gato, uma vez que para além das necessidades fisiológicas de cada espécie, cobrem também as necessidades específicas de cada problema. Assim sendo, vamos enumarar as principais diferenças de alguns tipos de rações.

Ração para animal castrado/esterilizado:

– maior teor em fibra,
– diminuição dos elementos que provocam cristais e problemas no trato urinário.

Ração para animais com problemas gastrointestinais tem:

– elevada digestibilidade,
– elevados níveis de nutrientes essenciais à recuperação dos enterócitos (células do intestino),
– rico em omega 3,
– rico em prebióticos.

Ração para problemas renais tem:

– baixo teor em fósforo,
– adição de potássio,
– proteína de alta qualidade num nível restrito,
– redução do sódio (ajuda a controlar a hipertensão glomerular),
– vitamina do complexo B, vit. C, E e ácidos gordos.

Ração para problemas de cristais urinários (tendência a pedra na bexiga) Ex.: cristais de estruvite (os mais frenquentes em gatos):

– redução dos níveis dos elementos que produzem os cristais,
– adição de acidificantes da urina que permite uma maior redução da agregação e formação de pedra.

Ração para problemas de pele tem:

– alto teor de omega 3 e 6,
– adição de zinco,
– proteína selecionada.

Ração para animais alérgicos:

– fonte de proteína hidrolizada (causa menos alergias),
– elevada digestibilidade,
– elevados níveis de ácidos gordos essenciais.

Ração para animais diabéticos e com excesso de peso tem:

– alto teor de fibras,
– pouca gordura e reduzido teor calórico,
– alto teor de proteínas,
– omega 3 e antioxidantes.

Ração para problemas articulares tem:

– elevados níveis de condroprotectores (elementos que protegem as articulações),
– elevados níveis de omega 3 (que tem propriedades anti-inflamatórias)

Latas para animais convalescentes têm:

– alta palatibilidade,
– elevada digestibilidade,
– rica em energia, nutrientes essencias e vitaminas.

Por este motivo deve ter em atenção que um conselho veterinário de alteração da alimentação do seu animal é muitas das vezes um passo terapeutico importantíssimo para a saúde do seu animal.

A ração não é só comida, é muitas das vezes a substituição de medicamentos e a possibilidade de aumento da esperança de vida do seu animal de estimação.

Partilhe com os seus amigos!

Esta entrada foi publicada em Nutrição com as tags , , , , . ligação permanente.

Deixe uma resposta