Viagem

viagemAs necessidades do animal variam bastante com a duração da viagem, a temperatura ambiente e o local de destino. Antes de partir durante bastante tempo, assegure-se que não vai ser necessário deixar o animal preso no carro durante um dia de Verão. As elevadas temperaturas que se criam dentro do veículo, podem provocar um “golpe de calor” no seu animal.

Este começará a arfar muito rapidamente e caso não seja socorrido atempadamente (lhe seja fornecida água, um local fresco ou um banho com água fria), este pode morrer. NUNCA deixe o seu animal fechado no carro em dias de sol intenso. Deixe sempre os vidros ligeiramente abertos para o animal ter acesso a ar fresco.

Caso se desloquem de carro, o animal deverá seguir preso com um cinto de segurança, numa transportadora ou na mala de um carro comercial.

Em caso de viagem para um país da comunidade europeia, deverá assegurar-se que o seu animal possui a vacinação da raiva actualizada. É também obrigatório possuir um passaporte e identificação electrónica (microchip), independentemente da sua idade. Caso o país de destino seja a Irlanda, Reino Unido, Suécia ou Malta é exigido ainda o título de anticorpos da Raiva (exame que deverá ser solicitado ao Veterinário que acompanha o seu animal).

Se pretender levar o seu animal para um país não pertencente a União Europeia deverá informar-se mais detalhadamente das condicionantes junto ao seu veterinário, uma vez que existem bastantes variações consoante o país de destino e condicionantes para o seu regresso.

Se optar deixar o seu animal num hotel canino, assegure-se que está vacinado contra a tosse do canil e no dia da partida, deixe com o seu animal uma peça de roupa seu, que tenha usado no dia anterior. É fundamental para o seu animal continuar a sentir a presença do dono.

 

Partilhe com os seus amigos!

Esta entrada foi publicada em Em Viagem com as tags , , . ligação permanente.

Deixe uma resposta